quinta-feira, 31 de julho de 2008

Sindrome Dolorosa Pós-Laminectomia Lombar

SÍNDROME DOLOROSA PÓS-LAMINECTOMIA LOMBAR: AVALIAÇÃO DE 29 PACIENTES

FAILED-BACK SYNDROME: ANALYSIS OF 29 CASES

Daniel Benzecry Almeida1, Manoel Jacobsen Teixeira2, Helena Hideko Seguchi Kaziyama3, Lin Tchia Yeng4

1 - Neurocirurgião, Médico do Instituto de Neurologia de Curitiba e Médico Colaborador do Grupo de Dor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

2 - Professor Adjunto do Departamento de Neurologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

3 - Médica Fisiatra da Divisão de Medicina Física do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

4 - Médica Fisiatra da Divisão de Medicina Física do Instituto de Ortopedia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

RESUMO Introdução: Após a cirurgia de hérnia discal lombar, alguns pacientes podem persistir com sintomas álgicos lombares ou radiculares. Várias são as razões deste evento. Objetivos: O presente artigo visa a apresentar o resultado da avaliação neurológica e fisiátrica de 29 doentes atendidos no Centro de Dor do Hospital das Clínicas da FMUSP, com síndrome dolorosa pós-laminectomia lombar, analisando a existência de fatores neuropáticos e miofasciais envolvidos na manutenção do quadro doloroso. Métodos: Os pacientes foram avaliados com exame neurológico minucioso, procurando por sinais de alteração radicular, que justificassem um envolvimento neuropático na gênese da dor. Paralelamente, foram avaliados a existência de pontos-gatilho miofasciais em região lombar e membros inferiores, que manifestassem sinais de alterações miofasciais. Resultados: Anormalidades neuropáticas mono ou multirradiculares foram diagnosticadas em 90% dos doentes e síndrome dolorosa miofascial em 100%. Discussão: A síndrome pós-laminectomia freqüentemente está associada a alterações múltiplas, no qual se destacam as alterações neurológicas e miofasciais. Conclusão: Os autores concluíram que há necessidade da avaliação multiprofissional detalhada dos diversos fatores que contribuem para a ocorrência de dor, sofrimento e incapacidade, incluindo as anormalidades músculo-esqueléticas e neurológicas, além dos psicossociais para tomar o resultado do tratamento mais satisfatório nos doentes com síndrome dolorosa pós-laminectomia.

Unitermos: Dor, lombalgia, ciática, hérnia discal, síndrome dolorosa pós-laminectomia

23 comentários:

  1. Boa Noite,fui diagnosticada com esta sindrome faz 2 meses, desde julho estou em crise, entrando e saindo de hospitais, tomando remedios q me deixam quase dopada e ficando de repouso absoluto. Vai fazer 5 anos que foi colocado uma protese entre a l1-l2 c pararfusos por causa de degeneraçao discal completa, há 2 anos tive problemas de novo, fiz varias infiltraçoes e outros procedimentos e melhorei. Desta vez, nada parece da certo. fui comunicada que tinha 3 opçoes depois do diagnostico:1 - um tipo de infiltraçao (nao deu certo); 2 - colocar um caterte diretamente no local e tomar medicaçao durante 7 dias (ahhh fiz uma tatuagem cobrindo a cicatriz da operaçao, o q deixa os anestesistas sempre preocupados. neste caso pode-se colocar um caterte mesmo c a tatuagem?)e por ultimo colocar uma"bombinha" na barriga q estara conectada c minha coluna,a qual injetara medicaçao, que terei q reabastecer a cada 6 meses, esta fica p sempre. alem disso tudo (dores lombares e ciaticas descendo pelas pernas) estou perdendo movimento da perna esquerda(falta força), o q vem ocorrendo cada vez c mais frequencia. 2 dos 3 medicos me aconselharam a partir p ultima opçao logo, pois no final acaberei tendo q faze-la. Por mim partiria para a 3 opçao logo, pois para mim os outros dois hoje nao passam de procedimentos paliativos. Vocês poderiam me informar mais sobre tudo isso? Estou certa em pensar desta maneira? E quanta a força da perna, voltaria ao normal depois de tudo? Por favor,me ajudem. Meu e-mail é adrianak99@hotmail.com
    Antecipadamente agradeço a consideraçao e paciencia.

    ResponderExcluir
  2. PERDI O MEU AMADO PAI, APÓS CIRURGIA DE LAMINECTOMIA. ELE EVOLUIU COM COMPLICAÇÕES CIRÚRGICAS, FICOU PARAPLEGICO, FICOU 9 MESES INTERNADO E FALECEU.
    A DÚVIDA QUE FICA: MEU PAI ENTROU COMIGO NO HOSPITAL, ADANDO, SAUDÁVEL, APENAS COM DORES NA LOMBAR. TOMAMOS CAFÉ JUNTOS NA PADARIA, BRINCAMOS, E DEPOIS MEU PAI FOI ABATIDO COMO GADO!!SOFREU,SOFREU MUITO, CHORAVA IGUAL CRIANÇA NO LEITO DO HOSPITAL APÓS A CIRURGIA E ME DIZIA: FILHA ME MATARAM!!!!ACABARAM COMIGO!!!

    ResponderExcluir
  3. lamento muito
    só te desejo muitas forças

    ResponderExcluir
  4. Olá bom dia !Puxa vida.Também fico triste por isso.fiz essa cirurgia L4/L5 (6 pinos,2 discos de prótese + cage),chorei muito eu e minha filha no hospital e pensei que não iria voltar mais,só sentindo na pele uma sensação horrivel dessa.Já se passaram 7 meses,sinto dores (leve) lombares fora do local da cirurgia tipo uma queimação nas nádegas e depois uma pontada na perna esquerda,já retornei no médico e o mesmo me disse que é dor muscular e me indicou hidroginástica.Estou receioso,estou com medo de passar pro outro médico,caso alguem queira opinar,fique a vontade,abçs!

    ResponderExcluir
  5. OLA BOA TARDE, EU TENHO ESSA DOR A DEZ ANOS APOS UMA CIRURGIA ( SINDROME POS-LAMINECTOMIA),USEI BOMBA DE MORFINAPOR CINCO ANOS , FUI OBRIGADO A TIRAR DEVIDO A UMA INFECÇAO. ATUALMENTE FAÇO USO DE MORFINA V.O (VIA ORAL) . EU ACHA AMIGA QUE VC DEVE PROCURAR NA SUA REGIÃO UMA ESPECIALISTA EM DOR. EM SP TEM A EQUIPE DO PROF.DR. MANOEL JACOBSEN TEIXEIRA , E TBEM TEM OS ASSISTENTES DELE UM DOS E DR ERICH. TEL EH 011 3237 2031 FICA EM SP RUA ITACOLOMI 601 CONJ,24. ESSE MEDICO TBEM E FANTASTICO.

    ResponderExcluir
  6. obrigada e sempre desejo o melhor pra vc e todos

    ResponderExcluir
  7. eu ja fiz 5 cirirgias colocando ardrodese lombar,e estou afastado do meu trabalho desde 2005 pois trabalho em siderurgia. não aconselho a cirurgia pois a maioria das que eu fiz foram corretivas ou seja acertando ``cagada`´ de medico. hoje tomo remedios fortes par a controlar a dor (dimorf- morfina) e outros para inflamação no nervo . quando eu piso com o pé direito no chão queima tudo , ate um vento batendo na perna arde . procuro outros proficionais mais não acho pois ninguem quer pegar meu caso por eu ser muito mexido .
    todos os especialistas falam que meu caso é grave (instabilidade na coluna,discopatia degenerativa,nervo ciatico comprometido,. . .)
    só os medicos da previdencia social que não acham que é grave pois enquanto meu medico sugere aposentadoria no relatoria , eles em comtrapartida so dão 3 meses de afastamento .

    ResponderExcluir
  8. Eu fiz a cirurgia na coluna tenho 2 placas 6 parafusos e um enxerto minha doença e degenerativa,precisa ser muito forte pra fazer essa cirurgia.mas confesso que eu não fui muito feliz pois hoje ao passar quase tres anos tenho dificuldade em andar dissem que e problemas de marcha as x acelera outras diminui e outras pura e simplesmente para como se fosse uma placa de rua sem sentir minhas pernas nao consigo se quer dar um passo,unica fusão que flui em minha mente e chorar... o pior e que isso vai e volta hora estou boa horas estou ruim,parece que estou ficando local pois nem um medico me da atenção vivo meu drama sozinha,tenho tremores quando me esforço ao subir onibus e carro e total dificuldade hoje meu quadro segundo a ultima ressonancia magnetica é:
    artrodese de L3 á S1 fixação compativel com solturas dos mesmos. esclerose - abalamentos L2L3l4L5 s1 - OSTEOFITOSE c5 E c6 RM DO ENCEFALO microleucoangiopatiagliose sinusopatia maxilar a esquerda.sinais de discreta artrose atlanto dental. e mesmo assim parece pro medicos que eu não tenho nada.so queria que ele vivessem um so dia de dor ou um so dia a minha vida pra saber o que e sofrer na dor desde dores fortes de cabela coluna pernas se vc vive esse drama bem vindo a meu mundo junte se a mim quem sabe os nossos filhos e parentes não precisaram passar por isso meu nome Suely cseh , e mail suelycseh@hotmail.com - graças ao bom Deus sei digitar e falar e vou lutar ate o fim pra mudar isso.

    ResponderExcluir
  9. Recentemente também fui avaliado síndrome dolorosa pós-laminectomia. A primeria cirurgia, uma micro cirurgia entre L3/L4 lado esquerdo, foi em 2006. Depois de uma licença de 15 dias fui liberado para voltar a trabalhar. No primeiro dia trabalhando já notei que havia algo errado. Por trás da coxa esquerda, lado que fui operado surgiu uma grande sensação de ardência. Pode-se supor que esta micro cirurgia causou a síndrome dolorosa pós-laminectomia. Mas nãopara o médico que sempre me disse que o problema era muscular. Em 2009 outro médico sugeriu, e eu infelizmente aceitei, fazer artrodese em L3-L4-L5, que seria a solução. No primeiro passo após esta cirurgia já notei que havia, novamente, algo errado. A dor era intensa entre L5/S1, local logo abaixo de onde havia sido feito a cirurgia. Novamente a alegação do médico foi que o problema continuava a ser muscular. O procedimento feito estava correto e o problema era eu. Em 2010 a protese foi retirada, a dor muscular cedeu bem, mas a queimação/ardência voltou com carga total. Como já foi dito acima, parece que alguns médicos acham que estou me divertindo indo aos hospitais com frequência, tomando analgésicos e antinflamatórios quase da mesma forma como respiro.

    ResponderExcluir
  10. Ola! Meu nome é Sueli, pelo que vejo, devo ter o mm problema, fia a primeira ardrodese em 2008, pondo 4 pinos, fquei bem por APENAS MESES, pode, ai foi a mm coisa, dor muscular, fadiga, dor cronica...e ai vai, at´pe que travei, SEGUNDA cirugia mais 6 pinos e várias hastes, voltei a sentir dor logo após a cirugia assim que voltei da cirurgia , a mm dor que levou ao médico novamente. Conclusão PINO DESLOCADO, vou ao neuro a noite , vamos ver no que dara.
    Fico menos triste, pq sei que tds vcs passam por isso, só nó sabemos qto dói, e que péssima qualidade de vida temos.
    Um abraço a tds. Logo direi o resultado

    ResponderExcluir
  11. Olá,meu nome é Rita, passei por uma cirurgia em 2007, colocando 6 pinos e 2 placas. Só que após minha cirurgia a dor piorou e minha vida mudou completamente. Faço tratamento com vários medicamentos forte e nada adianta. O meu atual médico relata que se trata de dor neuropática crônica e que a única soluçao seria a colocação de um neuroestimulador "cateter". Só que o trauma da minha cirurgia foi mt forte e ñ estou preparada para enfrentar outra.
    Boa sorte à todos!

    ResponderExcluir
  12. Fiz uma laminectomia para descompressão há 10 anos, e por cerca de 3 a 4 anos após a cirurgia tive sérios problemas com dor, fiz 4 blooqueios e não resolvia. A possiblidade de implantação da bomba de morfina foi cogitada, mas eu resisti e com um bom trabalho de fisioterapia consegui resolver o problema. A cirurgia me deixou incapacitado, mas ao menos as dores hoje já não me incomodam e não tomo mais remédio algum.

    ResponderExcluir
  13. O conselho que dou pra todos vocês é que procurem fazer acupuntura para aliviar a dor.

    ResponderExcluir
  14. Oi, boa noite. meu nome é Simone e passei por uma cirugia de laminectomia e artrodese em agosto de 2010. mas a alguns meses sofro com deres e dormencias nas pernas. Já fiz apricaçoes anestesicas, tomo remedios fortes pra aliviar as dores, faço fisio mas nada resolve.Hoje o medico me disse que possa ser SIDROME POS LAMINECTOMIA.estou tão preocupada pos não quero passar novamente por este tipo de cirugia.VC que ja passou por esta situação entre em contato comigo. meu imail é simoneribeiro37@hotmail.com obrigado desde já

    ResponderExcluir
  15. oi boa tarde fiz rcirugia em 25 novenbro de 2005 na coluna lonbar em l5 _ s1 mas sofro de dor ate hoje nam posso trsabalhar mais quando sento nam levanto direito nam comsigo camimhar direito chego chorar de dor imcha os pe os joelhos nam sei oque fazer mais

    ResponderExcluir
  16. Oi boa noite, ja passei por tudo o que li aqui, e não consigo ver uma luz no fundo do túnil, porem a única coisa que alivia é uma nova técnica de acupuntura que se chama agulhamento, que é feita com agulhas maiores, e chegam nos musculos ,tendoes com mais profundidade. Porem os médicos do INSS, são orientados infelismente á prolongar o quanto eles puderem.
    Só queria voltar a ter uma qualidade de vida melhor e ter de volta a minha vida.
    Muita paz p/ vcs apesar de tudo.
    Veronica M H Rosal/Pernambuco

    ResponderExcluir
  17. 08/02/2012 15:40hs Boa tarde(Dor da tarde),fiz minha 1º cirurgia em 09/2009,4 parafusos + 2 astes (8 horas de cirurgia),pois tinha escorregamento da vertebra L5 p/ S1,7 meses de fisioterapia e remedios controlados,um certo dia nao consegui andar +,até que meu medico NCR resolveu que teria que fazer nova cirurgia pois a L5 havia escorregado de novo. Em 06/2011 fui operado de novo,entrei no centro cirurgico as 12:30hs e fui p/ o quarto as 03:45hs do dia seguinte(8 parafusos anexando L4.L5.S1 + cage L5/S1,4astes),do dia que sai do hospital ate hoje nao sei o que é viver sem DOR,estou tratando na clinica da dor do HB S.J.R.Preto,diagnosticado SDM(sindrome dor miofacial),SDPL(sindrome dolorosa pos laminectomia),perdi a força do joelho para baixo na perna esquerda. Da canela até o peito do pé, por fora a pele esta anestesiada e por dentro pega fogo parece que tem uma faca espetando,na regiao da cirurgia doe tanto que so consigo tossir ou espirrar se cololacar uma toalha na boca,so alivia com os medicamentos(metadona 10 mg,gabaneurin ,ciclobenzaprina 5 mg,venlaflaxina 75 mg,amytriptilina 25 mg,paracetamol 750mg) e omeprazol 40 mg p/ suportar esses remedios dopantes.

    ResponderExcluir
  18. Ola, boa noite, tenho discopatia degenerativa em l4 l5 s1, fiqueisabendo ontem da sindrome da dor e suas complicações. Bom primeiro boa sorte a todose melhoras, pois comdepoimento de vcs e a opinião de 2 medicas do trabalho q conheci NÃO VOU OPERAR ENQUANTO PUDER.

    ResponderExcluir
  19. Tenho 35 anos, sempre fui muito ativa. Aos 33 fui diagnosticada com discoatia degenreativa e 5 hernias de disco, desde então deixei e tenho deixado de fazer cada vez mais o que gosto. Hoje em dia também sinto dores nos joelhos. Gostaria de saber se existe algum tratamento eficaz e definitivo para tal. Tomo codeina com amitriptilina e omeprazol todos os dias pela manha e pela noite por conta das dores.
    Não suporto a ideia de nao ficar mais empé durante um certo tempo, nem sentada durante um certo tempo e também nao praticar esportes...


    Atenciosamente,


    Marcia Camargo

    ResponderExcluir
  20. OI. Amiga Marcia aconcelho não fazer cirugia. pois fiz duas e tenho dores 24 horas por dia tomo medicamentos forte e não pasa a dor,Sabes Ainda meu medico diz que eu estou louca esta semana fui ao consultorio dele dizer que não aguento mais as dor ele quaze me bateu....bjusss

    ResponderExcluir
  21. É incrivel como as pessoas que já fizerem cirurgia de coluna sofrem do mesmo mal. Dores e mais dores pós cirurgia. Também me operei em 2005 e de lá para cá nao teve nem um dia da minha vida que não sinta dor, sentada, de pé, deitada ou caminhando.´Não sei como ainda não enlouqueci, já fiz todos os tratamentos possíveis aqui na minha cidade e nada resolveu, hoje tomo 240 gotas de morfina por dia, o que me dá mais ou menos 30% de analgesia, mas sinto que cada vez mais terei que aumentar a dosagem. Além de não ter saído a dor que sentia antes da cirurgia adquiri outras que eu não tinha.Hoje sei que um bom profissional esgota TODAS AS POSSIBILIDADES antes de fazer uma cirurgia deste porte porque é muito complexa (o que não foi o meu caso). Começaram a me dar tipos de tratamentos que talvez funcionassem antes da cirurgia mas não agora, porque nada resolve. Sinceramente é um desabafo porque não tenho mais esperança de melhorar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá,
      não perca a esperança em sua vida, já procurou um médico da dor?
      melhoras e relaxe

      Excluir
  22. Tenho uma cirurgia de artrodese posterior em L5- S1 e sinto muita dor, mesmo em repouso. Tenho muitas limitações, não aguento fazer caminhadas nem alongamentos. Não sei como melhorar minhas dores. Faço uso de Pregabalina 75mg, Dolamin Flex e Meloxicam. O que Você me sugere?

    ResponderExcluir

Obrigada por ter me visitado, volte sempre
Ane Coelho

Daily Calendar

Seguidores

alongamento

alongamento

Notícias

Loading...

Follow by Email

dores e doenças autoimunes

Loading...
Loading...

saúde

Loading...