terça-feira, 30 de setembro de 2008

Vasculite

Vasculite


A vasculite é uma inflamação dos vasos sanguíneos.

A vasculite não é uma doença, mas um processo que se desenvolve em várias das doenças auto-imunes do tecido conjuntivo, como a artrite reumatóide e o lúpus eritematoso sistémico. A vasculite também pode surgir sem lesão do tecido conjuntivo. Desconhece-se o factor desencadeador da vasculite na maioria dos casos, mas em alguns está implicado o vírus da hepatite. Supõe-se que a inflamação se apresenta quando o sistema imunitário identifica incorrectamente os vasos sanguíneos ou partes destes como estranhos e os ataca. As células do sistema imunitário que causam a inflamação rodeiam os vasos sanguíneos afectados e infiltram-se neles, destruindo-os e possivelmente lesando os tecidos que eles alimentam. Os vasos sanguíneos podem ser perfurados ou obstruídos, pelo que se interrompe o afluxo sanguíneo aos nervos, órgãos e outras partes do organismo.

As zonas desprovidas de sangue (zonas isquémicas) podem ficar permanentemente afectadas. Os sintomas podem ser o resultado de lesões directas dos vasos sanguíneos ou de lesões dos tecidos que viram reduzido o fornecimento de sangue.

Pode ser afectado qualquer vaso sanguíneo. A vasculite pode afectar as veias, as grandes ou pequenas artérias ou os capilares; ou pode limitar-se aos vasos de uma parte do corpo, como a cabeça, uma perna ou os rins. As doenças como a síndroma de Henoch-Schönlein, o eritema nodoso, a poliarterite nodosa, a arterite da temporal (de células gigantes) e a arterite de Takayasu caracterizam-se por uma vasculite que se limita aos vasos sanguíneos de um tamanho ou profundidade específicos.




Perturbações caracterizadas pela presença de vasculite
Perturbação Descrição
Púrpura de Henoch-Schönlein Inflamação de veias pequenas, causando manchas purpúras e duras na pele.
Eritema nodoso Inflamação dos vasos sanguíneos nas camadas profundas da pele, levando à formação de lesões salientes (nódulos) de cor vermelha, nos braços e nas pernas.
Poliarterite nodosa Inflamação das artérias médias, que diminui o fluxo através de vasos sanguíneos e para os tecidos circundantes.
Arterite temporal (células gigantes) Inflamação das artérias do cérebro e da cabeça, causando por vezes cefaleias e cegueira.
Arterite de Takayasu Inflamação das grandes artérias, como a aorta e as suas ramificações, causando obstrução e perda de pulso.

25 comentários:

  1. Olá Ane , cada vez que passo por aqui, sou obrigada quase a fazer uma vénia, estas doenças são tão complexas e de tão dificil diagnóstico , agradeço muito toda a atenção que aqui dispensa.
    Eu tenho uma doença auto-imune e aqui em Portugal como em qualquer país que se disfarça de país desenvolvido, é muito complicado tratar, estou-me a degradar aos poucos físicamente, enquanto que 4 médicos já me fizeram exames e análises de qualquer espécie , não tenho grande mobilidade e sofro constantes dores difusas nos ossos, tenho a vasculite ou então só má circulação , mas existe uma razão válida pela qual n me tratam de imediato, todas as análises que fiz ao sangue e à medula óssea (mielograma) assim como a ecografia abdominal mostra valores normais , excepto nas plaquetas que estão a diminuir quanto mais o tempo passa, ultima análise que fiz tinha o valor de 30,0 sendo o mínimo 150, esse factor faz com que me impeçam de tomar qqer analgésico e anti inflamaório convencional, dia 10 vou a uma consulta da especialidade , mas n confio na médica da primeira vez não me levou a sério, uma vez que sou uma pessoa alegre , acho que lá por estarmos a sofrer n temos que transparecer isso aos outros.
    Queria-lhe perguntar Ane se é normal trombocitopenia idiopatica ? Os médicos n me dizem nada , receitam-me relaxantes musculares e antidepressivos para conseguir dormir, mas para além de ficar com dores nos rins depois de os tomar , não confio assim muito nos quimicos, acho que deve existir uma razão orgânica para o meu corpo e o de outras pessoas reagir contra si próprio, pensei que poderia ser algo relacionado com a mente, mas isso n acontece no meu caso , sou uma pessoa feliz sem grandes complexos e traumas e se os tenho faço tudo para ultrapassar não os escondo de mim própria sou sobretudo fiel a mim própria.
    Penso que tem a ver com o facto de ter tido um filho pois notei uma mudança completa no meu organismo, ou então pode ser por apanhar à 1 ano toda a espécie de doenças infantis que o meu filho recebesse na escola dele(jardim da infância).
    Tento ter uma alimentação correcta , maioritariamente cereais ,vegetais e leguminosas, e recentemente acrescentei a macrobiótica nos meus hábitos alimentares.
    Considero que até tenho uma vivência bem feliz , mas quero contribuir para a humanidade fazendo o meu trabalho que está na área do ambiente , as dores crónicas não são fáceis , mas até a isso o ser humano se habitua , a unica coisa que não me habituo é a ver a dor estampada na cara dos meus familiares, por verem uma pessoa que era tão activa a sofrer . Por isso agradecia se soubesse algo que me pudesse ajudar .
    Já aprendi muito com este blog a Ane , nem imagina o quanto.
    Beijinhos ;)

    ResponderExcluir
  2. obrigada Naturezas
    leia esse LINK , que ele vai te responder provavelmente muita coisa
    todas as doenças autoimunes são de difíceis diagnósticos e por sua vez de tratamento, uma das causas que pode desencadear, são mudanças hormônios, acidentes, traumas emocionais e físicos,
    não fique estressada, que só piora tudo, vc vai conseguir uma melhor qualidade de vida, e pergunte ao seu médico se vc não pode estar com fibromialgia tb, é bastante comum
    melhoras e agradeço o carinho
    beijinhos
    Ane Coelho

    ResponderExcluir
  3. http://www.buscaki.com.br/doencas/purpura_trombocitopenica_idiopatica.php

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde, gostava de saber se Vasculite é uma doença cronica, pois foi diagnosticado uma
    vasculite, depois de ter feito uma trombose da Veia mesentérica superior e uma trombose venosa profunda da perna direita, fui oerada ao intestino e a médica de medicina interna,pensa se tratar de uma vasculite de Etiologia de Poliarterite Nodosa, mas diz que ainda está em estudo sobre se é Polierterite Nodosa.
    Gostaria de saber mais sobre esta doença e se é cronica.
    Muito obrigada,
    Maria João Santos

    ResponderExcluir
  5. desde meus 16 anos de idade eu ja tinha um apeuqena manchinha marron no tornozelo parecidas com ferrugem, depois de um tempo comecei a trabalhar e ficava muito tempo em pe e comecei a ter inchaços nos pes e essas manchinhas tomou conta do meu pé, ja fui no medico disse que poderia ser um inflmação, pode ser vasculite?

    ResponderExcluir
  6. olá, infelizmente só com muitos exames e um bom médico vc poderá ter certeza, já foi há um reumatologista??????????????


    se cuide e emlhoras

    ResponderExcluir
  7. Olá, minha mãe tem Doença de Crhon e de uns 3 meses para cá, as veias estão um pouco endurecidas. Quando ela vai tirar sangue, demora para conseguir e tb há dificuldade com o acesso venoso. Esse mês ela teve isquemia cerebral. Gostaria de saber se na vasculite, as veias podem estar endurecidas e com difícil acesso e se isso pode causar uma isquemia.

    ResponderExcluir
  8. olá,
    lamento por sua mãe.
    a vasculite pega todos os vasos, arterias, veias etc, vc deve conversar com o médico sobre esse problema, para trata-lo da melhor forma possível
    o mais importante é ter calma e fé, melhoras e obrigada por entrar no blog

    ResponderExcluir
  9. Olá Ane,
    Tive um primeiro surto de PHS no final de setembro,na semana passada tive um outro surto, com rash nas pernas bem mais fraco do que o primeiro.
    Gostaria de saber se existe alguma possibilidade de ter trombose em um vôo de 12 horas que será no final de outubro.
    Existe alguma maneira de prevenir isso?

    Obrigada

    ResponderExcluir
  10. olá

    aqui vai uma experiência no campo sobre o assunto que voc~e questiona


    Vascular/Circulação
    Um em cada cem desenvolve trombose em vôos
    07/01/2004
    Um em cada cem desenvolve trombose em vôos, diz pesquisa
    Avião
    Trombose é provocada por viagens de longa duração


    Um estudo feito por cientistas da Nova Zelândia sugere que uma em cada cem pessoas que fazem viagens de avião de longa duração tem chance de sofrer os sintomas da trombose venosa profunda.

    A trombose venosa profunda, também conhecida como "síndrome da classe econômica", provoca a formação de coágulos sangüíneos potencialmente perigosos nas pernas dos passageiros ou da tripulação.

    Ao ouvir mais de 900 voluntários, dos quais nove desenvolveram problemas de saúde ligados ao vôo, a equipe de pesquisadores, para sua surpresa, descobriu que algumas das medidas de precaução recomendadas parecem ter tido pouco efeito.

    A conclusão dos cientistas neozelandeses, publicada no jornal médico britânico The Lancet, sugere que o risco de trombose venosa profunda não é reduzido com o uso de meias de alta pressão para melhorar a circulação nem com a ingestão de pequenas doses de aspirina para "afinar" o sangue.

    Coágulo

    A trombose venosa profunda acontece quando um coágulo sangüíneo se forma nas veias da perna por causa da má circulação resultante de o passageiro ficar horas sentado na mesma posição.

    Todos os voluntários da pesquisa fizeram viagens de pelo menos dez horas de duração e voaram, em média, 39 horas num período de seis meses.

    Quatro casos de embolia pulmonar, quando um pedaço de um coágulo se separa e se desloca até o pulmão, causando complicações potencialmente fatais, foram registrados entre os nove voluntários que apresentaram complicações de saúde provocadas pelas viagens de longa duração.

    Seis dos nove voluntários que apresentaram sintomas da trombose já tinham problemas de saúde, o que os tornava mais propensos a doenças cardíacas.

    Medidas profiláticas

    Dois desses voluntários viajavam constantemente na classe executiva, derrubando o mito de que o pouco espaço da classe econômica poderia contribuir para a trombose.

    Segundo Richard Beasley, que conduziu a pesquisa, "nossos resultados sugerem uma associação entre múltiplas viagens aéreas de longa duração e a trombose venosa, mesmo entre indivíduos que pertencem ao baixo grupo de risco".

    Beasley acrecenta que as medidas profiláticas para evitar a trombose provocada por viagens aéreas precisam ser mais profundamente investigadas.

    "O termo 'síndrome da classe econômica' é agora redundante com a expressão 'trombose dos freqüentadores de vôos aéreos', considerada mais apropriada", afirmou.

    Mas mesmo esse termo pode não ser o melhor, já que há informações que sugerem que qualquer meio de transporte que involva sentar-se parado por muitas horas pode conter um risco de sofrer a trombose venosa profunda.

    BBC Brasil


    IMPORTANTE

    * Procure o seu médico para diagnosticar doenças, indicar tratamentos e receitar remédios.
    * As informações disponíveis no site da Dra. Shirley de Campos possuem apenas caráter educativo.

    Publicado por: Dra. Shirley de Campos

    ResponderExcluir
  11. Ola ane!
    TIve a chamada Purpura henoch tenho 24 anos e sou comissaria de bordo ,li essa materia acima sobre trombose em voos,apesar de não fazer internacionais vivo no meio da pressurização por no maximo 9:30 hrs por dia,isso ocorreu o agravamento das purpuras e fiquei internada por 3 dias ,elas somem e voltam tenho inchaço nas articulaçoes e estou sendo medicada com meticorten a pelo menos 3 meses,hj fui passar novamente na pericia e o medico achou pouco minha medica apenas descrever q estou em acompanhamento e tratamento medicamentoso .Tem algum exame especifico para ver se ela regrediu,ou pelo menos estacionou ? O corticoide me tira o sono alem das dores abdminais .

    ResponderExcluir
  12. olá,
    hoje, conseguir agradar aos peritos está muito complicado,seu quadro parece bastante claro, e exames específicos fora feitos em su internação.
    fale com seu médico e infelizmente a maioria de nós que dependemos da previdência estamos em situação desesperadora.
    não entendo pq o CRM não toma providências, colocam em dúvida o tempo todo a capacidade do médico e integridade.
    na púpura de henoch, é comum a dor abdominal, fale com seu médico e vou postar um artigo específico, ok?
    boa sorte sempre e saúde

    ResponderExcluir
  13. Muito obrigada por me responder,infelizmente é verdade depender da previdencia esta cada vez mais dificil.Vou na minha medica pra ver quais exames posso fazer para constatar a purpura ,alem das petequias ao longo das pernas.Para as dores abdominais estou tomando ranitidina..
    Só gostaria de mais uma informação ,realmente a pressurização do aviao pode ocasionar o agravamento da purpura henoch??Pois é muito dificil encontrar um medico q tenha medicina aeroespacial ,,desde ja agradeço.....

    ResponderExcluir
  14. olá
    infelizmente não achei nada relacionado, peça o estatuto das doenças relacionadas a aviação em seu trabalho,
    melhoras

    ResponderExcluir
  15. a doenca vascolite é contagiosa.

    ResponderExcluir
  16. olá Sueli,
    a vasculite não é contagiosa.
    sorte sempre

    ResponderExcluir
  17. Olá,

    Tenho 27 anos e há um ano venho lutando contra a PHS. Os médicos não descobrem a causa disso e nada resolve. Já tomei presin, meticorten e nada foi solucionado. Minhas pernas doem muito, mas graças a Deus todos os exames são normais, inclusive plaquetas, lupus e outros. O meu medo é que a demora da cura possa acometer outros órgãos. Por favor, me dê uma luz sobre o que fazer?

    ResponderExcluir
  18. olá, vc não deve ficar preocupada com o futuro de sua doença, pq algumas são passíveis de remissão
    entretanto, procure a opinião de outros médicos, embora m mtx e predsin, são medicamentos que ajudam a estabilizar a doença
    desejo muita sorte e se cuide sempre

    ResponderExcluir
  19. Minha filha vai fazer um exame de sangue, não me lembro qual, pois ela tem a 2 anos uma dor crônica de cabeça, na qual ela já está no hospital de dor em São Paulo, e agora o médico pediu um exame de sangue, e falou sobre Arterite Temporal para pesquizar, gostaria de saber o que é isso , e se é grave caso dê algo , ela está muito preocupada e eu, tem 30 anos, me responda por favor!

    ResponderExcluir
  20. por favor gostaria de uma resposta sobre o que foi comentado em cima.......

    ResponderExcluir
  21. olá desculpe a demora,mas ando em crise e fica as vezes difícil de digitar, mas vamos lá.
    arterite temporal ainda é uma suposição, portanto, vamos torcer para que não seja.
    essa doença é grave sim, faz parte das doenças autoimunes, e vc só deve pesquisar se realmente der positivo, pq pra que ficar futucando o que não deve ser??????????
    desejo que tudo fique esclarecido rapidamente e estou enviando energias de luuz para sua filha e vcs.
    mande notícias

    ResponderExcluir
  22. anõnimo diz
    tenho a pele fria e suada o tempo todo,muda a cor dos pés e mãos constantemente pra roxa e pálida, tenho dores articulares estou com suspeita de vasculite, gostaria de saber esses simtomas faz parte de vasculite.

    ResponderExcluir
  23. olá você deve procurar seu médico, as doenças autoimunes dão vários sintomas e sudorese pode ser por medicamentos e a mudança de coloração quem sabe fenomeno de renaud?
    melhoras

    ResponderExcluir
  24. Olá, tenho artrite reumatóide à mais de 14 anos, tenho 45 anos, estou com uma infecção na unha do pé, com roxidão em 3 dedos do pé direito, meu médico falou que estou com vasculite reumatóide,é grave? tem cura?

    ResponderExcluir
  25. tenho uma amiga que tem vascolite,descubriu a pouco tempo mas nada de medicaçao ta dando certo o que vc pode me fala

    ResponderExcluir

Obrigada por ter me visitado, volte sempre
Ane Coelho

Daily Calendar

Seguidores

alongamento

alongamento

Notícias

Loading...

Follow by Email

dores e doenças autoimunes

Loading...
Loading...

saúde

Loading...