quarta-feira, 21 de abril de 2010

Psoríase das unhas

Localizações da psoríase

A psoríase pode estar presente em todas as partes da pele.

Clique num dos pontos vermelhos (ligações) do desenho para obter mais informações acerca da psoríase nestas áreas específicas do corpo.

A psoríase tende a ser diferente dependendo da parte do corpo,
podendo não ter exactamente os mesmos sintomas e tratamentos
nos diferentes locais do corpo.

Se sofre de psoríase no couro cabeludo, unhas, tronco ou
noutras áreas específicas, pode clicar na ligação para obter mais informações.

Veja também a secção sobre os tratamentos.


Saiba mais sobre as localizações, clicando nos pontos vermelhos da imagem



Psoríase das unhas

As unhas são muitas vezes afectadas pela psoríase. Este tipo de psoríase é denominado "psoríase ungueal", ou psoríase da unhas. A psoríase das unhas afecta cerca de metade dos doentes com psoríase. As unhas das mãos são frequentemente mais afectadas dos que as dos pés.

A rotura do processo de queratinização resulta numa aceleração da taxa de crescimento, o que altera o aspecto físico das unhas.

As unhas podem ser a única área afectada no início da psoríase, especialmente nas crianças, surgindo depressões nas unhas ou o esfarelamento destas. Devido à sua localização, a psoríase das unhas pode ser dolorosa.

As pessoas que têm psoríase durante vários anos estão no entanto em maior risco de desenvolver lesões ungueais do que as que desenvolveram psoríase recentemente.


Quais são os sintomas da psoríase das unhas?

As unhas tornam-se mais espessas e na sua superfície surgem pequenos buracos, assemelhando-se à parede de um dedal.
Em muitos casos, a unha pode ser facilmente levantada do dedo (à separação da unha do sabugo denomina-se onicosquise).

Podem ser observadas outras lesões: a pele por baixo da unha torna-se mais espessa (hiperqueratose subungueal), podem surgir linhas longitudinais ou transversais, podendo igualmente a unha tornar-se descolorada com manchas amareladas ou de tom salmão. Por vezes a unha torna-se esbranquiçada e opaca; a isto denomina-se leuconíquia. Em geral a unha pode tornar-se descolorada, frágil ou lascada.

As unhas podem ser totalmente desalojadas ou destruídas por esta condição.

A inflamação pode igualmente estender-se sob a unha e, neste caso, as lesões não estão em contacto com o ar, o que torna a cicatrização difícil.

A psoríase das unhas está sempre associada a outras lesões noutras partes do corpo?

Por vezes a unha é o único local a sofrer as lesões, embora possam estar igualmente presentes lesões noutras partes do corpo. Crê-se que as pessoas com psoríase generalizada estejam mais propensas a desenvolver psoríase das unhas. No entanto, os doentes podem sofrem de psoríase grave das unhas sem terem outras lesões cutâneas graves.

Sabe-se que a grande maioria dos doentes que desenvolvem psoríase das unhas virá também a sofrer de artrite psoriásica, uma das formas mas graves da condição.

As unhas psoriásicas ficam infectadas com mais facilidade do que as unhas saudáveis?

Quando a unha se descola do sabugo, a fenda resultante pode ser colonizada por bactérias e fungos que causam infecções. Esta é a razão porque as unhas devem ser mantidas escrupulosamente limpas e protegidas quando se executam tarefas manuais.

A psoríase das unhas pode ser confundida com outras doenças das unhas?

A psoríase das unhas pode tomar várias formas, não tendo sempre um diagnóstico fácil, especialmente quando as alterações na unha não estão associadas a lesões cutâneas.

Existe um risco particular desta ser confundida com onicomicose (infecção fúngica). Em caso de dúvida, apenas uma análise micológica permitirá um diagnóstico concreto. O médico poderá então prescrever o tratamento adequado.

Qual é a melhor forma de proteger as unhas?

Em primeiro lugar, deverá tentar manter as unhas o mais secas possível, uma vez que a humidade aumenta o risco de infecção. Deve realçar-se que os germes podem ser transferidos de outras partes do corpo através do acto de coçar.

Deve utilizar luvas de borracha ou de vinil quando precisa de trabalhar com as suas mãos na água e, se qualquer coisa se meter debaixo da unha, deve ser removida com uma escolha macia em vez de se utilizar um objecto metálico pontiagudo.

Quando lava as suas mãos, deve secar minuciosamente as extremidades dos seus dedos com uma toalha de papel para absorver a humidade que se pode introduzir sob a unha.

As unhas não devem ser limadas.

Se a pele em volta da unha se tornar anormalmente inchada, o seu médico deverá verificar se a unha infectou.

Como se deve cuidar das unhas?

É difícil tratar das unhas que se tornaram fracas devido à psoríase. É preferível manter as unhas curtas, pois as unhas compridas podem ficar presas em algo ou descolarem-se do sabugo com mais facilidade, aumentando o risco de trauma. As unhas compridas são igualmente mais vulneráveis a infecções.

Precisa de ter cuidado para não danificar as cutículas e prestar particular atenção às extremidades das unhas, especialmente às unhas dos pés, uma vez que estas podem introduzir-se na pele causando maior inflamação (conhecido como encravamento da unha). Deve ser consultado um podologista/podiatra quando as unhas dos pés se tornam mais espessas.

Pode pintar-se as unhas?

A psoríase das unhas pode por vezes causar embaraço, especialmente quando a sua profissão implica o contacto com o público. Pode usar uma base de verniz endurecedor para preencher as depressões na superfície da unha e pintar com verniz de cor por cima. Pode igualmente usar unhas postiças, enquanto espera que a unha volte a crescer.
Pontos chave
Metade das pessoas com psoríase sofrem alterações nas suas unhas (1).
A unha pode por vezes descolar-se com facilidade do sabugo, ficando salpicada de depressões, descolorada ou lascada.
A psoríase das unhas é desagradável à vista e pode causar embaraço.
É vital que cuide das unhas e que as mantenha curtas para limitar o risco de trauma e infecção.

Referência:
1) Dubertret, Psoriasis (Chapter 29), 1994

http://www.psorinfo.com/Unhas.aspx?ID=1035

6 comentários:

  1. Meu nome é Aurea e tenho sentido muitas dores nas unhas dos pés. não consigo nem colocar meus pés no chão. Tenho ficado só deitada.
    Minhas unhas não tem buraco, estão avermelhadas e escuras.
    Se Puderem me dar alguma sugestão de tratamento, agradeço.
    Aurea

    ResponderExcluir
  2. Olá Aurea,
    que coisa chata, mas infelizmente não tenho como te indicar remédios, procure um bom dermatologista, tente colocar seus pés em água quente, alivia a dor
    melhoras

    ResponderExcluir
  3. Tenho psoriase em todas as unhas da mãos e no dedão do pé... Há dias como hj em q estão extremamente sensíveis e doloridas...
    Me deprime apenas olhar para as mãos, pois não posso nem sequer pintá-las, pois estão bem curtinhas e com uma camada espeça esbranquiçada onde deveria haver unha grudada no dedo.
    Creio estar passando por uma das piores crises até hj, além da dor, o fator estético atrapalhar mto... creio q também perdi a esperança de melhora e tratamento, fato q contribuiu para piorar ainda mais o quadro.

    ResponderExcluir
  4. olá vc deve estar passando por muitos stress, tente relaxar e com certeza o resultado do tratamento será efetivo
    já tentou ver a opinião de outro profissional?
    quem sabe homeopatia conjugada?
    melhoras e nada de complexo
    um grande abraço

    ResponderExcluir
  5. cristiane da silva14 de abril de 2011 21:34

    cristiane da silva.
    olá,sou manicure, mas tenho 1 cliente com dor na unha do dedo depois do dedão do nada apareceu
    essa dor,difícil de toca-la, e outra está com as 2 unhas do dedão amareladas o que devo fazer,
    meus materias são tds esterelizados obrigada bjss.

    ResponderExcluir
  6. olá cristiane,
    parabéns por ser uma profissional consciente.
    a psoríase não é contagiosa, mas provavelmente por ter fungos,o que é comum recomende que sua cliente vá a um dermatologista e use pomadas antifúngicas.
    obrigada

    ResponderExcluir

Obrigada por ter me visitado, volte sempre
Ane Coelho

Daily Calendar

Seguidores

alongamento

alongamento

Notícias

Loading...

Follow by Email

dores e doenças autoimunes

Loading...
Loading...

saúde

Loading...